Cidade de Vassouras

1

Coleção Primavera/Verão - 2009 - Gelsomina - Siena - Itália


.......

150

150

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010


.
Lindo o Texto!!
Vale a pena ver...
.
Beijosss
Fatinha


terça-feira, 26 de janeiro de 2010


As Minhas Ilusões


Hora sagrada dum entardecer
De Outono, à beira-mar, cor de safira,
Soa no ar uma invisível lira...
O sol é um doente a enlanguescer...

A vaga estende os braços a suster,
Numa dor de revolta cheia de ira,
A doirada cabeça que delira
Num último suspiro, a estremecer!

O sol morreu...e veste luto o mar...
E eu vejo a urna de ouro, a balouçar,
À flor das ondas, num lençol de espuma.

As minhas Ilusões, doce tesouro,
Também as vi levar em uma urna de ouro,
No mar da Vida, assim...uma por uma..

Florbela Espanca

Beijosss

Fatinha


segunda-feira, 25 de janeiro de 2010


Começar o dia falando de saudade faz bem.

Bem e mal ao mesmo tempo.

Mas é um mal gostoso, desses assim que a gente gosta de sentir.

Se sentimos saudade é que tem gente habitando nosso coração, então já não estamos sozinhos.

Criamos em nós e com nossos relacionamentos episódios da vida, bons ou maus.

Escolhemos caminhos, escolhemos pessoas, escolhemos formas de vida, maneiras e jeitos e saímos por aí vendo o nascer e o pôr do sol.

Nossas escolhas presentes condicionam nosso futuro, como as do passado condicionaram o que vivemos agora.

Então, baseados nessas experiências vivenciadas, podemos melhor selecionar o que nos convém, o que nos faz felizes, o que nos torna melhores.

Ninguém pode e nem deve viver de arrependimentos, pois esses envenenam a vida.

Mas tirando dele o proveito, vamos moldando nosso vaso diário para que a vida se torne, pelo menos a nossa volta, mais bonita.

Se o ser humano entendesse o quanto o seu poder é ilimitado, ele choraria menos, conseguiria mais.

Mas esse poder nada tem a ver com força física, é algo que vem de dentro pra fora, como a água da fonte que jorra e mata a sede.

E cada minuto do dia podemos decidir que será melhor, podemos decidir que dividiremos com alguém para sairmos acrescentados, deixaremos neles e carregaremos em nós pedacinhos de bons momentos, esses que costumamos chamar de saudade e que rima tão bem com felicidade...

(Letícia Thompson)

Beijos

Fatinha


sábado, 23 de janeiro de 2010


Acho que saudade é solidão

de alguém dentro da gente.
Acho que solidão é querer ver

e falar com alguém que

está dentro da gente,
mas em outro espaço.

Letícia Thompson

Beijosss

Fatinha



Curiosidades....




A Maior flor do mundo, tem 2 metros de altura

e pesa 75 quilos.

Amorphophallus titanum (Araceae),

também chamada a "flor cadáver",

é muito peculiar, pois floresce apenas

durante três dias a cada 40 anos,

um privilégio concedido à cidade de

Veracruz - México.

Beijos!

Fatinha

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010


Quando eu for, um dia desses,
Poeira ou folha levada
No vento da madrugada,
Serei um pouco do nada
Invisível, delicioso

Que faz com que o teu ar
Pareça mais um olhar,
Suave mistério amoroso,
Cidade de meu andar
(Deste já tão longo andar!)

E talvez de meu repouso...

Mário Quintana

Beijos!

Fatinha


quinta-feira, 21 de janeiro de 2010



Enquanto não superarmos
a ânsia do amor sem limites,
não podemos crescer
emocionalmente.

Enquanto não atravessarmos
a dor de nossa própria solidão,
continuaremos
a nos buscar em outras metades.
Para viver a dois, antes, é
necessário ser um.

Fernando Pessoa

Beijos

Fatinha


terça-feira, 19 de janeiro de 2010


Em Busca do Amor


O meu Destino disse-me a chorar:
"Pela estrada da Vida vai andando,
E, aos que vires passar, interrogando
Acerca do Amor, que hás de encontrar."
Fui pela estrada a rir e a cantar
As contas do meu sonho desfiando...
E a noite e dia, à chuva e ao luar,
Fui sempre caminhando e perguntando...
Mesmo a um velho eu perguntei: "Velhinho,
Viste o Amor acaso em teu caminho?"
E o velho estremeceu... olhou...e riu...
Agora pela estrada, já cansados,
Voltam todos pra trás desanimados...
E eu paro a murmurar: "Ninguém o viu!..."

Florbela Espanca

Beijosss

Fatinha



Sonhe com as estrelas,
apenas sonhe,
elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento,
ele precisa correr por toda parte,
ele tem pressa de chegar, sabe-se lá aonde.
As lágrimas?
Não as seque,
elas precisam correr na minha,
na sua, em todas as faces.
O sorriso!
Esse, você deve segurar,
não o deixe ir embora, agarre-o!
Persiga um sonho,
mas, não o deixe viver sozinho.
Alimente a sua alma com amor,
cure as suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias,
deixe-se levar pelas vontades,
mas, não enlouqueça por elas.
Abasteça seu coração de fé,
não a perca nunca.
Alargue seu coração de esperanças,
mas, não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-as.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
Circunda-se de rosas, ama, bebe e cala.
O mais é nada.

Fernando Pessoa

Bom fim de semana...

Beijos!

Fatinha



segunda-feira, 18 de janeiro de 2010


"Um dia, presa num abraço, poderei voar por mundos de emoções…

As palavras ditas no silêncio são as mais sentidas, as mais doces...

São as que são ditas em cada batida do coração…

Será que alguém as entende?..."

.

Beijosssssssssssss

Fatinha


domingo, 17 de janeiro de 2010

.
Essa lembrança que nos vem às vezes...
folha súbita que tomba abrindo
na memória a flor silenciosa
de mil e uma pétalas concêntricas...
Essa lembrança...mas de onde?
de quem?
Essa lembrança talvez nem seja nossa,
mas de alguém que, pensando em nós,
só possa mandar um eco do seu pensamento
nessa mensagem pelos céus perdida...
Ai! Tão perdida que nem se
possa saber mais de quem!
(Mario Quintana)
.
Beijosssssssssssssssss
Fatinha

sábado, 16 de janeiro de 2010



Um ótimo sábado para você.
Beijosss
Fatinha

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010


À Descoberta do Amor
Ensaia um sorriso
e oferece-o a quem não teve nenhum.
Agarra um raio de sol
e desprende-o onde houver noite.
Descobre uma nascente
e nela limpa quem vive na lama.
Toma uma lágrima
e pousa-a em quem nunca chorou.
Ganha coragem
e dá-a a quem não sabe lutar.
Inventa a vida
e conta-a a quem nada compreende.
Enche-te de esperança
e vive á sua luz.
Enriquece-te de bondade
e oferece-a a quem não sabe dar.
Vive com amor
e fá-lo conhecer ao Mundo.

Mahatma Gandhi

Beijos

Fatinha


quarta-feira, 13 de janeiro de 2010


O Silêncio dos Lobos

Pense em alguém que seja poderoso.
Essa pessoa briga e grita como uma galinha,ou olha e silencia,como um lobo?
Lobos não gritam.

Eles têm a aura de força e poder.

Observam em silêncio.
Somente os poderosos sejam lobos,homens ou mulheres,respondem a um ataque verbal com o silêncio

.Além disso,quem evita dizer tudo o que tem vontade,raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas.
Exatamente por isso,o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos.
Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando,sem tempo para debates fúteis.
Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota.

Olhe.

Sorria.

Silencie.

Vá em frente!
Lembre-se que há momentos de falar e há momentos de silenciar.

Escolhe qual desses momentos é o correto,mesmo que tenha que se esforçar para isso.
Por alguma razão,provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) idéia de que somos obrigados a responder todas as perguntas e reagir a todos os ataques.
Não é verdade!

Você responde somente ao que quer responder e reage ao que quer reagir.
Falar é uma escolha, não uma exigência,por mais que assim o pareça.
Você pode escolher o silêncio.

Além disso,você não terá que se arrepender por coisas ditas em momentos impensados,como defendeu Xenócrates, mais de trezentos anos antes de Cristo,ao afirmar:

"Me arrependo de coisas que disse,mas jamais de meu silêncio".
Responda com o silêncio,quando for necessário.

Use sorrisos ,não sorrisos sarcásticos ,mas reais.

Use o olhar ,use um abraço ou qualquer outra coisa para não responder em alguns momentos.
Você verá que o silêncio pode ser a mais poderosa das respostas.

E ,no momento certo, a mais compreensiva e real delas.

(Aldo Novac)

Beijos!
Fatinha


terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Zilda Arns Neumann,

A médica pediatra e sanitarista Zilda Arns Neumann,
fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança,
morreu aos 75 anos vítima do forte terremoto que abalou o Haiti
Hoje 12 de janeiro de 2010.
Fica aqui o nosso pesar pela perda dessa
grande mulher.
.
Beijosss
Fatinha

O amor é tempo e tu não tens tempo para mim. Pelo menos agora. Amor é sorte e talvez eu não tenha sorte.
Ou tenha, mas não contigo. Há pessoas a quem falta a saúde, outras uma família que as proteja, outras, a realização profissional.
Há mulheres que nunca conheceram os pais, ou que não conseguem ter filhos.
Há pessoas que trabalham uma vida inteira e nunca conseguem juntar dinheiro. Há pessoas a quem lhes é retirada a liberdade, ou lhes é interditada a vocação. Na existência humana há sempre uma dimensão que falha.
Na minha, na qual alcancei muito mais do que alguma vez achei possível, talvez falte este tipo de amor que há tanto tempo procuro: um amor pleno, supremo e incondicional, um amor sereno e seguro que me proteja do mundo, um amor certo e firme, um amor real, em vez do mundo de sonhos em que vivo mergulhada quase desde que me conheço.

(Diário da Tua Ausência, Margarida Rebelo Pinto)
.

Carinhosamente.
Beijossss
Fatinha

sábado, 9 de janeiro de 2010


Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda

Bom fim de semana.

Beijosss

Fatinha


quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és.
Chegastes à minha vida
com o que trazias,
feita
de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,
assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.
Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.

Pablo Neruda

Beijosss

Fatinha


terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Sonhos
Talvez um dia eu venha a te contar,

desses sonhos loucos que tenho contigo.

Meu corpo se aquecendo no calor do teu corpo,

A chuva caindo lá fora,

Parecem lágrimas na vidraça.

Eu aqui enlouquecendo,

Sem querer pensar no amanhã...

Mais um dia de trabalho,

Mais um dia sem você...

As horas voam,

As horas passam lentamente...

E eu nem sei que horas são...

Mas não quero voltar.

Eu fico pensando,

Em silêncio fico vendo a chuva na vidraça.

São lágrimas de saudades...

Aos poucos vou adormecendo...

Mais um sonho...

Eu não quero acordar...

Você está em toda parte,

Eu ando pelas ruas,

e os seus olhos vão me seguindo.

São lágrimas na vidraça,

E já é hora de acordar...

Desconheço autor

.

Beijossss

Fatinha


segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Boa semana para você.
Beijosss
Fatinha

domingo, 3 de janeiro de 2010

A vida e uma sucessão de lembranças,
de emoções,
de experiências.
E dentro de nos vamos sempre assimilando,
guardando na nossa caixinha de emoções,
tudo aquilo que nos é importante.
E a cada momento a vida sempre nos mostra paisagens novas.
Muitas vezes são as velhas...
mas tudo depende do modo que a olhamos...
.
Uma ótima tarde de domingo
E uma boa semana.
Beijosss
Fatinha

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

1º de Janeiro
Bem vindo 2010


Nós abriremos o livro
Suas páginas estão em branco.
Nós vamor por palavras nele.
O livro chama-se "OPORTUNIDADE"
e o seu prinmeiro capítulo é o
Dia do Ano Novo"
(Edith Lovejoy Pierce)
.
Giuliana roubei seu texto.
Beijossss
Fatinha